quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

LISS - Formação para Executivos há muitas, em Sistemas de Informação só há uma

(Este meu artigo foi publicado na revista Channel Partner - dedicado à Formação. Dado que sou Director Executivo da LISS considerei que o deveria disponibilizar também aos leitores do meu Blog)

Quando se pensa em Formações de Executivos, normalmente pensa-se em MBAs, Programas Avançados de Gestão, etc.

A perspectiva típica de mercado é a de que as Formações de Executivos são exclusivamente para Gestores, ou de um outro ponto de vista, que a partir de determinado nível hierárquico nas empresas, os recursos humanos têm de se decidir em ser Gestores de Empresas ou em continuar como técnicos.

Esta é uma perspectiva errada! Um líder em Sistemas de Informação necessita de se actualizar frequentemente na sua área. A dificuldade típica é que as formações em Sistemas e Tecnologias de Informação são demasiado técnicas e pouco funcionais, e por isso mesmo, não se adequam às pretensões de um Gestor de Equipas, de um MiddleManager ou de um CIO/CTO.

Este perfil de Colaborador das empresas tem necessidades específicas, o de encontrar uma formação que lhe dê uma perspectiva aprofundada e actual do mercado de Sistemas de Informação. Ele não procura a componente de detalhe de programação, procura uma perspectiva de negócio das empresas associado às Tecnologias de Informação. O que lhe falta é perceber quais são as novas tecnologias e plataformas de informação que existem e, fundamentalmente, as que estão para vir, de forma a enquadrar com a sua estratégia para a empresa.

O mercado necessita de intermediários, que normalmente denomino como “os tradutores de linguagem byte-business”, entre os gestores ou analistas de negócio e os técnicos ou programadores de informática. A razão prende-se em saber colocar estes dois perfis (negócio e técnico) a comunicarem, não na mesma linguagem, mas no mesmo caminho!

É nesse sentido que a Formação de Executivos em Sistemas de Informação é um valor acrescentado. É a perspectiva de saber exactamente que tecnologias virão, mas ao mesmo tempo perceber que vantagens competitivas, que valor acrescentado trarão e como poderão ser adoptadas pelas empresas. É fundamental compreender como serão feitas estas adopções tecnológicas, associadas à gestão da mudança de negócio e comportamentos das pessoas.

Em Portugal nasceu a 1ª Escola de Executivos em Sistemas de Informação, a LISS – Lusofona Information Systems School, cujos objectivos são precisamente os de realizar uma actualização em áreas tecnológicas como o CRM, os Sistemas de Suporte à Decisão ou a Engenharia de Software, bem como apoiar na conceptualização e apoio à sua implementação nas empresas. O fundamental é que os Executivos em Sistemas de Informação compreendam e saibam explicar quais as vantagens para o negócio da adopção de determinada plataforma aplicacional, bem como quais os passos para a sua implementação com sucesso.

Assim, os Executivos em Portugal já dispõem de um caminho que não é necessariamente a formação técnica base, nem a formação de um gestor de negócio. O desafio de encontrar uma formação à sua medida, que lhes permita fazer uma actualização da “matéria“ em Sistemas de Informação e com a capacidade de estar em contacto com empresas líderes de mercado como a IBM, a Sun Microsystems, a SAS, a DRI/SugarCRM e a Vantyx/Microsoft já é uma realidade. Acrescentando a isto, a associação com uma das Universidades líderes mundiais na área de Sistemas de Informação , como é a Universidade de Berkeley, é um dos garantes da qualidade do ensino e dos conteúdos praticados. Este desafio está disponível agora em Portugal, na LISS – Lusofona Information Systems School (http://liss.ulusofona.pt) .

Sem comentários: