terça-feira, 15 de julho de 2008

Portugal: País de Índios e Comboys


Nestes últimos anos temos vindo a assistir cada vez mais a um aumento da criminalidade em Portugal, principalmente da criminalidade violenta.
E qual a reacção do Governo? Assobia para o lado, e actua com "pancadinhas nas costas".

Vejamos:
A) Assistimos na televisão a reportagens onde vemos várias pessoas com armas de fogo (e não eram poucas e grandes) aos tiros entre si. Comunidades ciganas e negras num bairro social (este também será um tema de um artigo mais tarde).
  • Que faz o Governo? Com receio de demonstrar quais as regras do país separa as comunidades para não perturbar a situação;
  • Mensagem que está a passar: "vá lá não se chateiem, somos todos amigos";
  • O que devia fazer: demonstrar que em Portugal existem regras de civismo e convivência entre pessoas. E, ou alinham nas regras e tudo fica bem, ou a sua acção deverá ser fortemente limitada;

B) Contínuos e mais contínuos assaltos pela moda do carjacking.
  • Que faz o Governo? Diz que está preocupado e que são actos casuísticos;
  • Mensagem que está a passar: "mais mês menos mês a moda acaba, por isso não se preocupem";
  • O que devia fazer: nos casos onde se prendem os responsáveis, em vez de os libertarem, com penas suspensas, deveriam dar penas exemplares, colocando não só na prisão os delinquentes, como também colocando-os a fazer serviços à comunidade. Só mostrando que o crime não compensa é que quem o quer fazer tem receio, caso contrário, hoje é esta a moda, amanhã será outra;

C) Julgamentos de Redes Criminosas e Prisões com Pena Suspensa Esta também é outra moda. O de levar a julgamento redes criminosas e os delinquentes terem penas suspensas de 5 anos. O que é isto? Não compreendo. Deve ser uma espécie de "portaste-te mal, por isso imagina só se levasses 5 anos de cadeia".
  • O que devia fazer: colocar os delinquentes em serviços à comunidade durante o dia. Há muitas ruas a limpar, há prédios abandonados a recuperar, etc.

Parece-me que estes temas não têm a ver com o ser de Direita ou Esquerda, mas sim um problema do País. O problema não está na sociedade, esta é como é e ou a melhoramos ou vai por aí a baixo. Ainda o Bloco de Esquerda defende que a Polícia deve andar desarmada. Imaginem o que seria a Polícia no Bairro da Quinta da Fonte no meio dos tiros. Devia ser uma espécie de Árbitro a dizer que "o tiro foi dado em fora de jogo" ou "tu não acertaste, levas cartão amarelo" ou "bem ficaste sem munições, vamos proceder a uma substituição".

Mais uma vez questiono: O que faz o Governo? ... Assobia para o lado!

Sem comentários: